SOBRE

Atualmente, o grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI) se divide entre as atividades de manutenção e dinamização de sua sede, a Tenda Teatro Popular de Ilhéus, e seus projetos artisticos, que estão diretamente ligados à pesquisa estética desenvolvida desde 1995.

O grupo mantém a Tenda através do Fundo de Cultura da Bahia com programação mensal que inclui espetáculos, exibição de filmes, cursos e oficinas, debates, encontros e intercâmbios com outros grupos e artistas.

O Teatro Popular de Ilhéus é editora, já publicou mais de 30 livros de novos autores e de alguns de grande notoriedade nacional, a exemplo de Sosígenes Costa e Jorge de Souza Araújo. O projeto visa assessorar autores na publicação de seus livros, fornecendo equipe para edição, diagramação e impresão. O TPI é Ponto de Cultura da Bahia - a Mondrongo Filmes desenvolve projetos na área de formação, criação e produção audiovisual.

 

Para além das atividades de pesquisa, criação e difusão, desenvolvidas pemanentemente, o TPI tem se dedicado à implantação de um sistema de diálogo com o público que frequenta sua sede. Assim, foi criado o projeto de formação de público que permite ao grupo um acompanhamento constante e contato direto, através de cadastro, pesquisa de satisfação e cartão fidelidade.

Com ações direcionadas para adultos e crianças, o Teatro Popular de Ilhéus tem se configurado um exemplo de empreendedorismo criativo, e segue em novos projetos, novas pesquisas, dialogando com a sociedade, entendendo-a e propondo novas formas de ver o mundo e sua história.

1995

Fundado por Équio Reis, Tânia Barbosa, Tereza Damásio, Franklyn Costa, Adelson Costa, Val Kakau e Romualdo Lisboa, o grupo estreia A história engraçada e singela de Fuscão - o quase capão - e o Cabo Eleitoral

2001

Com a morte de Équio Reis, Romualdo Lisboa assume a  direção do grupo e reestreia A via sacra de Henri Ghéon.

2006

Estreia Teodorico Majestade, espetáculo fundamental no processo de cassação do então Prefeito de Ilhéus. Em 2008, a montagem recebe duas indicações ao Prêmio Braskem de Teatro.

2011

Estreia e faz temporada em São Paulo do espetáculo O inspetor geral, inspirado na obra de Gogol. Recebe indicação ao Prêmio Shell de Teatro de São Paulo.

2014

Realiza ocupação do Teatro Castro Alves, em Salvador. Estreia o espetáculo Medida por medida, inspirado na obra de Shakespeare.

2017

Estreia, na Tenda, o espetáculo Os fuzis da senhora Carrar, da obra de Bertolt Brecht, recebendo críticas positivas do público e imprensa especializada internacional.

2018

Estreia Uma certa Mãe Coragem, inspirada na obra de Bertolt Brecht, segundo espetáculo da Trilogia da Guerra.

© 2019 - Teatro Popular de Ilhéus (TPI) 

  • w-facebook
  • White Instagram Icon