top of page

Borépetei.Uno - Circulação nas escolas Indígenas Tupinambá | Olivença - BA





Desde a estreia de Borépetei.Uno, em maio de 2023, foram apresentados 26 espetáculos, com expectativa total de público de aproximadamente 2.500 pessoas.

Da Universidade as Aldeias Indígenas, de Ilhéus a Porto Seguro, contabilizamos 26 noite mágicas, de celebração da Arte e Ciência, exaltando os povos originários, e sua sabedoria ancestral.

O espetáculo Borépetei.Uno circula entre o meio digital, para fortalecer a sabedoria ancestral, com a presença de líderes e artistas Indígenas, que falam em língua Tupinambá, e trazem discursos potentes para o público, incluindo Cacique Ramon, Nádia Akauã, Pytuna, Îagwara, Katu Tupinambá e Casé Angatu.

Ainda com os desafios de lidar com a falta de sede própria, o TPI segue criando,

"porque o tempo, ah, o tempo,

senhor dos caminhos e descaminhos,



senhor dos sonhos e dos voos,

senhor que aplaca todas as dores...

ele, o tempo, não para!" (Trecho espetáculo BORÉPETEĪ.UNO).

Além das apresentações, o TPI ofereceu oficinas gratuitas de dança e teatro, incluindo a Residência Artística chamada "Procissão Expandida", na qual os participantes mergulharam no processo de criação do grupo e começaram a trabalhar a pesquisa corporal para criar células para um novo espetáculo. A Residência foi conduzida por Luis Alonso Aude e Romualdo Lisboa.

Participamos também da Festa Literária de Ilhéus, com apresentação pública do espetáculo Borépetei.Uno, no centro da cidade de Ilhéus, momento muito significativo ao grupo, que voltou a ocupar o centro da cidade, como na época da TENDA, antes da tempestade.

Ainda a convite do Observatório Astronômico da UESC, o TPI fez parte da programação do evento "Cometa, Ciência e Arte", que ocorreu entre os dias 22 e 24/11, nas instalações da UESC, Colégio Modelo Ilhéus e Instituto Municipal de Ensino (IME).

Encerramos o ano de 2023, integrando o encontro "Em Boa Companhia", realizado pela Companhia Ensaio Aberto, na cidade do Rio de Janeiro, entre 12 e 14/12/2023. O encontro fortaleceu e estreitou as relações entre companhias teatrais de trabalho contínuo.

O TPI está sediado temporariamente nas instalações da UESC, em parceria realizada através da Pro-reitoria de Extensão, Departamento de Letras, Núcleo de Artes e Observatório Astronômico da UESC.

O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural privada, parcialmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia e Governo do Estado da Bahia.

Comments


bottom of page